Agave; uma planta alternativa na produção de biocombustível

Pode ser uma alternativa na produção do combustível verde

A planta Agave foi avaliada pela universidade Oxford dos EUA com o propósito da produção de biocombustível, sendo que, a planta é destinada à produção da tequila (bebida tradicional do México).

Alguns estudos feitos na Austrália apontam que a produtividade de etanol por hectare à base de agave é bastante superior à cana-de-açúcar, chegando a dobrar.
Os estudos estão voltados para três aspectos: potencializar as melhores características produtivas, permitir melhores práticas de cultivo ligadas a mecanização agrícola e melhores respostas no uso de defensivos agrícolas.

A planta é cultivada em solos bastante inóspitos, pois é encontrada em terras extremamente áridas e quentes, e em áreas praticamente desertas. No entanto, de acordo com os resultados da pesquisa, o Agave pode substituir o etanol, produzido pela cana-de-açúcar sem provocar grandes impactos ambientais e sociais.
Por Jair Heuert

Um comentário:

LUCIENE RROQUES disse...

Muito bem colocada a última frase, pois no mundo dos agronegócios tudo tem que ser primeiramente bem estudado, ou o preço do açucar um dia volta a ser ouro, deixarão de herança para os filhos sacas de açucar.
Tudo comedido dentro da produção com certeza é bem vindo. Só esperamos estudos elaborados a despeito. Ou todo o maquinário socio-econômico-verde/ atormenta-se nas leis de oferta/procura e produção. Ex: o preço de nosso arroz na mesa hoje. De quem foi a culpa? Biocombustíveis mal esplicados aos produtores. Lastimável. Poderiamos ainda ter arroz na mesa a 5 reais o saco de 5kg.
Um abraço!

Postar um comentário